Buscar

Vitória da Liberdade

Este é o maior rally já ocorrido em toda a história da humanidade: a união de bilhões de pessoas está culminando hoje, 23 de janeiro de 2022, com manifestações em mais de 40 países e centenas de cidades.


Pode-se afirmar que o início da pandemia, declarada pela Organização Mundial de Saúde-OMS em 11/03/2020, trouxe grande impacto sobre a existência humana em todo o planeta, porém, trouxe simultaneamente a necessidade de diálogo, estudos, trocas incessantes de experiência e enorme produção científica.


Associada a toda esta movimentação externa, a alma humana também tem vivenciado profundas inquietações, advindas de indagações existenciais. Muitas reflexões têm sido expressadas, sentimentos genuínos compartilhados e gestos de solidariedade transbordam entre aqueles que se permitiram transformar pela dor e buscar o encontro consigo e com o outro.


Não é mais preciso (nunca foi) se refugiar no isolamento, pois encontramos a fraternidade.


Você pode questionar o que estou dizendo, como se fosse uma utopia. Digo, não querendo fugir ao jogo de palavras, que a distopia em que os dominadores globais pretendiam-nos lançar, culminando no bizarro e artificial combate entre “inoculados” e “não-inoculados” foi um fracasso.


Ao longo destes dois anos, os escândalos se sucedem, as narrativas falaciosas perdem seu veneno, as variantes perdem a virulência e os efeitos adversos e óbitos subnotificados oficialmente, circulam abundantemente nas redes sociais, onde há mais compaixão.


As máscaras dos falsos filantropos já caíram, na medida em que suas contas bancárias se tornavam imensamente mais robustas: todos pudemos ver o quanto são irremediavelmente miseráveis.

Também estamos retirando a venda de nossos olhos, na medida em que aquele que está desperto, compartilha suas descobertas com o próximo. Foram horas incontáveis de estudos, lives, vídeos, artigos, Audiências Públicas, reuniões com familiares, pacientes, colegas médicos, amigos das redes sociais, que cada vez mais se estimulavam a superar, aprender, evoluir.


Nosso objetivo sempre foi salvar vidas. E, devido à gestão conflituosa desta pandemia, imposta a todos nós, descobrimos que não há vida sem Liberdade.


Não há negociação, quando há violação de direitos individuais constitucionais previamente conquistados pelos nossos ancestrais. Tiranos são, por pressuposto, insaciáveis.


Conscientes estamos que há tratamento para Covid-19, assim como há profilaxia, prevenção, cuidados para síndrome pós-Covid-19 e pós-inoculação, inclusive com perspectiva de desintoxicação. Obviamente, sabemos que a imunidade natural adquirida com a doença é, como ocorre com todas as demais viroses (sarampo, caxumba, rubéola, etc.), duradoura e eficaz.


Portanto, não há pressa, por parte da sociedade, para se inocular produtos sem eficácia e segurança comprovadas, aliás, muito antes, pelo contrário, segundo milhares de médicos e cientistas têm alertado no mundo inteiro. Médicos e pacientes desatualizados podem buscar informações em outras fontes mais idôneas. Estaremos disponíveis para a partilha.


Neste plano sórdido, por meio do terrorismo sanitário, reduziriam o ser humano apenas à sua dimensão corporal, adoecendo cronicamente a humanidade, para que se tornasse completamente dependente de remédios e vacinas.


A Medicina não cederá às imposições do materialismo e não abdicará de ser vocação sagrada que lida com a vida humana.


Portanto, diante deste cenário, levantemos juntos para a jornada, fortalecidos física, emocional e espiritualmente.


Dra. Ana Cristina C. L. Malheiros




Links recomendados:


1. Robert Kennedy Jr. , representante do Children's Health Defense convida para o Rally Mundial contra a obrigatoriedade das "Vacinas" e pela Liberdade:

https://www.instagram.com/reel/CY-TE_dKWW2/?:::_medium=share_sheet


2. World Wide Rally for Freedom:

https://www.instagram.com/p/CZCnDJDLxiM/?utm_medium=share_sheet


3. Professor Ehud Qimron, chefe do Departamento de Microbiologia e Imunologia da Universidade de Tel Aviv, escreve Carta ao Ministério da Saúde e autoridades para que admitam que a Pandemia foi " propaganda enganosa":

https://rothbardbrasil.com/a-medida-que-a-narrativa-colapsa-principal-imunologista-israelense-detona-autoridades-de-saude/


4. "Planet lockdown":

https://www.bitchute.com/video/3vqsv3uF5cND/













Posts recentes

Ver tudo