Buscar

O altruísmo de ser mãe

Este é realmente um Dia das Mães diferente e vale fazermos uma retrospectiva.


Sendo mãe de um rapaz e uma moça, lembro-me com alegria da descontração deles quando crianças, pulando na nossa cama logo de manhãzinha ou brincando na praia, no quintal. Tantas memórias boas que me encantam em poder acompanhá-los! Em cada fase da vida há necessidade da superação de desafios; mudança de escolinha, novas amizades, horas e horas de estudo.


Como mulher, preciso agradecer muito a presença dos meus filhos na minha vida, por serem meus companheirinhos. Ao me tornar mãe, logo entendi que este é um convite incessante ao aprimoramento, para manter a coerência diante deles, como uma educadora. Sempre quis ser uma pessoa que trouxesse inspiração para que eles também almejassem evoluir, que sentissem que é bom viver e que vale a pena se tornar um adulto.


Nas nossas conversas, percebo o quanto são capazes de trazerem seu ponto de vista com autenticidade e percepção do mundo. Isto me traz calma e contentamento pela contribuição que pude fazer para a vida de cada um.

Assim, se confirma que, na medida em que eles crescem, a mãe também precisa crescer, ou seja, estar atenta para oferecer na relação com os filhos, aquilo de que eles necessitam, desde a troca de fralda e amamentação, até um aconselhamento ponderado sobre a faculdade ou um relacionamento.


A mulher desempenha um papel fundamental para equilibrar as relações afetivas dentro da família, sendo capaz de trazer aconchego e amorosidade.

Neste momento, apesar do caos no mundo externo, devemos preservar a atmosfera harmônica em nossa casa, revigorando aqueles elementos que nos são tão preciosos: o respeito, o diálogo, a paz no lar, espiritualidade e, principalmente, a percepção de que um pode contribuir para a evolução do outro. Dessa maneira, a alegria pode inundar a alma das nossas famílias.


Desejo a todas um feliz dia das Mães!


Dra. Ana Cristina C. L. Malheiros



Para nos inspirar:


"Que os nossos sentimentos penetrem no âmago de nossos corações.

E busquem, em amor, unir-se aos seres humanos que compartilham das mesmas metas.

E com seres espirituais que, portadores de graça

e fortalecendo-nos a partir dos reinos de luz.

E iluminando nosso amor,

pairam seu olhar aqui embaixo,

sobre nossos intensos e sinceros esforços."

– Rudolf Steiner





Posts recentes

Ver tudo