Buscar

A Família e seu potencial transformador

Neste Dia Mundial da Família, temos a oportunidade de pensar sobre seu importante papel na proteção da integridade física e psíquica do ser humano. Em especial, as relações familiares contribuem para o desenvolvimento saudável.


Para tanto, torna-se muito importante compreendermos que a entidade humana é constituída por corpo, alma e espírito.

Assim sendo, quando a mulher está gestante, o processo de transformação que se inicia no corpo, vai progressivamente se ampliando até se realizar, de modo integral, na dimensão física, emocional e espiritual.

Também a família inicia os preparativos para a recepção do ser espiritual da criança que irá nascer, criando ambiente de acolhimento afetivo, com calorosidade, alegria e amor.

Este é o tempo de preparação: durante os nove meses de gestação, enquanto cresce o embrião dentro do útero materno, diante de indagações e expectativas, a mulher vai-se transformando em mãe e o homem, em pai.


Quando a criança nasce, toda a família floresce, pois há renovação da vida e da esperança. Ao se deparar com a pureza e inocência da criança, novamente, a alma dos adultos se encontra com o sublime.


Ao cuidar da criança, cada um dos familiares poderá revisar seu comportamento e, principalmente para os pais, diante da missão de educadores, estará bem evidenciada a necessidade de buscar a auto-educação. Afinal, é imprescindível manter a coerência entre o que se diz e o que se faz.


Neste ambiente familiar, de intensa interação humana, a criança recebe toda sorte de estímulos sensoriais (visuais, sonoros, olfativos, gustativos e táteis), fundamentais para seu desenvolvimento pleno e aquisição de habilidades.


A qualidade moral, artística, intelectual e afetiva dos familiares a que a criança estiver exposta irá compor a atmosfera anímica mais adequadamente para a manifestação de seus potenciais.


Assim, seus hábitos alimentares, higiênicos, de ritmo sono/vigília e a expressão de qualidades solares como admiração, gratidão e devoção, permearão a vida adulta, sendo seu embasamento existencial.


Portanto, o convívio familiar, para além de rotineiro e estabilizado, é campo de convite para a evolução ascensional de todos os membros da família. Cada um que se torne uma pessoa melhor estará influenciando, positivamente, todo aquele que se manifestar receptivo ao entusiasmo e novo propósito.


Você tem contribuído para a transformação da sua família e vice-versa?


Dra Ana Cristina C. L. Malheiros


Link recomendado:

- A carta secreta de Beethoven à sua família:

https://www.youtube.com/watch?v=GrMCJ3b-QZY





Posts recentes

Ver tudo